Martelo Alagoano

Zé Ramalho

Sou um nego um bocado esbagaçado
Sou o vatis das glórias desta terra
Sou a febre que chama berra-berra
Mastigando eu sou cobra de viado
Sou jumento pru fora do cercado
Sou tabefe que dero em seu Lameu
Se tiver bom guardado bote n'eu
Seu caminho de bonde ruim, estreito
Você hoje me paga o que tem feito
Com os poetas mais fracos do que eu


Mas de trinta da sua qualistria
Não me faz eu correr nem ter sobrosso
Eu agarro a tacaca no pescoço
E carrego pra minha freguesia
Viva João, viva Zé, viva Maria
Viva a lua que o rato não lambeu
Viva o rato que a lua não roeu
Zé Limeira só canta desse jeito
Você hoje me paga o que tem feito
Com os poetas mais fracos do que eu

Composición: Zé LimeiraColaboración y revisión: Jadher Assunção

Cifra Club Academy

O ensino de música que cabe no seu tempo e no seu bolso!

Quero conhecer os cursos
Cifra Club Pro

Entre para o
Cifra Club PRO

Tenha acesso a benefícios exclusivos no App e no Site

  • No más anuncios

  • Mais recursos no app do afinador

  • Descuento en nuestros productos

  • Entre otras ventajas...