busca

Muleque de Vila

Projota

Tom: G
    Em
Eu falei que era uma questão de tempo
                         D
E tudo ia mudar, e eu lutei                                                                                      
                                               Am
Vários me disseram que eu nunca ia chegar, duvidei
Lembra da ladeira, meu?
                      D                         C
Toda sexta-feira meu melhor amigo é Deus e o segundo melhor sou eu

     Em
Eu tanto quis, tanto fiz, tanto fui feliz
     D
Eu canto Xis, canto Péricles, canto Elis
     Am
Torcedor do Santos, desse pão e circo eu também quis
          D                     C
Não sei feliz, mas geral merece não ser infeliz

      Em
Prosperei com suor do meu trabalho
       D
Me guardei, lutei sem buscar atalho
                Am
E sem pisar em ninguém
Sem roubar também, então sei
               D                     C
Que hoje o meu nome é Foda e meu sobrenome é Pra Caralho

      Em
Deus olhou pra mim, disse assim: Escuta, neguin
       D
Pegue esse caderno e escreve em cada folha até o fim
    Am
Eu disse: Senhor, sou tão tímido, sinto mó pavor
D                            C
Só no subir no palco a perna congelou

            Em
Mas rodei o Brasil, CD na mochila foi 50 mil
       D
Mão em mão, na rodoviária passando mó frio
          Am
Quem viu, viu, Curitiba, meu tesouro, foi estouro
D                   C
25 mil, tio, DVD de ouro

         Em
Triunfo bombou, Leandro estourou, Michel prosperou
     D
Dei valor, só trabalhador, homens de valor
      Am
Minha cor não me atrapalhou, só me abençoou
       D                      C
Quem falou que era moda, hoje felizmente se calou

Em                               D
Vai, vai lá, não tenha medo do pior
                      Am
Eu sei que tudo vai mudar                                                               
                                    D    C
Você vai transformar o mundo ao seu redor
Em                                                D              C
Mas não vacila, muleque de vila, muleque de vila, muleque de vila                                                  
           Em                                D             C
Não vacila, muleque de vila, muleque de vila, muleque de vila


          Em
Já fui vaiado, já fui humilhado, já fui atacado
       D
Fui xingado, ameaçado, nunca amedrontado
     Am
Aplaudido, reverenciado, homenageado
    D                      C
Premiado pelos homens, por Deus abençoado

        Em 
Avisa o Rony que hoje é nós, não tem show, tô sem voz
        D
Se o Danilo não colar, vou buscar de Cross
                Am
Se o Marques chegar, grita o Magrão, liga, mó função
        D                          C
Tem churrasco, sem fiasco, tira espinha do salão

      Em   
Já cantei com Mano Brown, com Edi Rock, com Helião
     D
Com D2, com MV, dei um abraço no Chorão
     Am
Aprendi fazer freestyle no busão
                    D                               C
Hoje é o mesmo freestyle, só que a gente faz no fundo do avião

              Em
E hoje eu acordei chorando porque eu me peguei pensando
D
Será que lá de cima a minha véia segue me olhando?
Am
Será que se me olhando, ela ainda tá me escutando?
D                             C
Será que me escutando, ela ainda tá se orgulhando?

         Em
Hoje tanto faz, putaria tá demais
          D
Mais ninguém se liga mais, mais ninguém respeita os pais
         Am
Mas pra mim tanto faz porque ainda tem Racionais
          D                       C
Pra quem quer um diferente, tem Oriente e Haikass

         Em
Raps nacionais, rostos diferentes, mesmos ideais
  D 
Salve, Sabota, e todo rap sem lorota
        Am
Os mano gosta de ir no Twitter xingar o Projota
        D                        C
Mas trai a mulher e não abraça a mãe, faz uma cota

        Em
Desde os 16 tô aqui, outra vez, vou sorrir
D
Vou cantar, vou seguir
Vou tentar, conseguir
Am
Se quer falar mal, fala daí
                D                         C
Mas meu público grita tão alto que já nem consigo te ouvir


     Em
Olha lá o outdoor com o meu nome
         D
Me emocionar não me faz ser menos homem
                    Am
Se o diabo amassa o pão, você morre ou você come?
          D                      C
Eu não morri e nem comi, eu fiz amizade com a fome


Em                               D
Vai, vai lá, não tenha medo do pior
                      Am
Eu sei que tudo vai mudar                                                               
                                    D    C
Você vai transformar o mundo ao seu redor
Em                                                D              C
Mas não vacila, muleque de vila, muleque de vila, muleque de vila                                                  
           Em                                D             C
Não vacila, muleque de vila, muleque de vila, muleque de vila
Composição: Dan Valbusa / Pedro Dash / Projota

Clipes

Cifra Club Pro

Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios
Cifra Club Pro
Aproveite o Cifra Club com benefícios exclusivos e sem anúncios